Cosplay - primeiro cosplay

05/09/2015 21:12

                Bom, certamente você já deve ter passado pelo processo da curiosidade e pesquisa sobre o significado de cosplay! Agora vem a parte mais difícil: como proceder?! Pois bem, quando fiz meu primeiro cosplay tive essa dúvida também.

                Tudo começou mais ou menos em 2008, quando uma amiga me convidou para fazer uma dupla com ela num evento de anime. A roupa era relativamente simples: uma maid de vestido lilás e detalhes em branco. Naquela época não existia essa febre de importação, cosmakers e loja a pronta entrega, nada disso! Tudo era feito a mão, em casa mesmo ou no máximo os cosplayers trocavam trabalhos nos grupos específicos. Eu, como não estava integrada em nenhum grupo, afinal era meu primeiro cosplay, tomei coragem e fui na costureira do meu bairro com um punhado de fotos e desenhos. Deu super certo! Claro que não ficou 100% fiel ao personagem, uma vez que não me preocupei em usar perucas ou lentes, ainda assim gostei bastante do resultado. Aliado a isso, o preço ficou baixo e meus pais, na época eu era menor de idade, não reclamaram em pagar.

                Se você também está entrando nessa aventura agora, faça como eu! Tente um personagem mais simples e procure o maior número de peça de roupas possível em seu guarda-roupa, depois parta para as costureiras do seu bairro (não tenha vergonha! Ela está lá para te atender e não para te julgar) e por último apele para as lojinhas especializadas. Você vai economizar bastante seguindo essas três dicas. Mas, hide, porque um cosplay simples? Bom, é importante que passe pela experiência de ir a um evento, ficar em filas nos banheiros e ver que a vida de um cosplayer não é tão agradável quanto parece. Dá muito trabalho se montar no evento e sempre corre o risco de alguma peça estragar na hora, então se você não tem um grupo para te ajudar ou não tem as manhas de fazer concertos à mão, é melhor começar com algo mais simples.

                Além disso sempre tem a possibilidade de você acabar não gostando da experiência de fazer um cosplay! Se ele for muito difícil, além de ficar sofrendo no evento, os contratempos para finalizá-lo antes do evento pode te desanimar (atrasos nos correios, preços elevados, cosmakers caloteiros, etc). Tente fazer com que sua primeira vez seja a mais pacífica possível.

                Outra coisa extremamente importante: apesar da ideia ser escolher um personagem simples na vestimenta e acessórios, escolha alguém que você realmente goste! Não adianta se vestir somente porque está na moda ou porque seus amigos pediram. Digo isso por experiência própria, amei fazer dupla com a minha amiga, porém não sabia nem ao menos o nome da personagem e isso acabou sendo algo bem ruim. Fazer cosplay não é exibicionismo, é uma arte que deve amar!

                A escolha do cosplay deve partir somente de você, ainda batendo na mesma tecla, além de escolher o que mais gostar também não tenha vergonha nem preconceitos. Não importa seu corpo, idade, pele ou rosto, faça aquele que mais te agradar; para dar um exemplo clássico a cosplayer mais famosa do Japão hoje em dia (Reika) faz personagens femininos, masculinos, baixos, altos, negros e brancos. Ela não escolhe o que mais se parece consigo, ela se adapta a eles e é isso que você deve fazer também.

                Bom, já dei o ponto de partida, mas ainda não é tudo: depois de escolher seu personagem, fuçar seu guarda roupa, encher o saco das costureiras da sua cidade, agora vamos atrás das lojas online. Não confie na primeira loja que ver, os preços variam muito e é válido entrar em grupos no facebook para conhecê-las melhor pedindo feedbacks dos compradores. Peça mil e uma fotos, proteção de compra e se possível até um desconto. Se a loja não for a pronta entrega (ou seja, ela vai importar pra você) também pergunte sobre seus direitos! E não se esqueça que os correios brasileiros são problemáticos, o atrasos são habituais e a alfândega não perdoa. Então pesquise o máximo possível! E já aproveitando o gancho, comece seu cosplay pelo menos três meses antes do evento para evitar contratempos. Não custa começar a pesquisar já, o quanto antes ficar pronto melhor.

 

Por último e não menos importante

 

                Não se iluda, existem pessoas boas e ruins em todos os lugares. Procure um grupo legal para interagir, seja educada e humilde com seus veteranos, mas não faça o papel de trouxa! Obviamente algumas pessoas vão dizer que seu cosplay está ruim, mas não deixe que isso te afete. A opinião alheia não interessa, o importante é você se divertir e só você sabe tudo o que passou para terminar aquele cosplay. Elogios também virão aos montes, agradeça sempre e espalhe gentilezas, dessa forma fará bons amigos e consequentemente se tornará veterana também. Não se esqueça que todo cosplayer começou do zero como você.

                Divirta-se e seja totalmente bem vinda ao mundo dos cosplayers! Já faço cosplays à sete anos então se quiser alguma sugestão de loja ou qualquer outra coisa, entre em contato que terei o maior prazer em te ajudar!

 

Ty!

                

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!